Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Paula Teixeira da Cruz diz que discurso de Rui Rio foi “no mínimo miserável”

© Hugo Correia / Reuters

Antiga ministra da Justiça do Governo de Passos Coelho ataca discurso do líder do PSD e aconselha-o a aprender história quanto ao que significam "golpes palacianos"

Carla Tomás

Carla Tomás

Jornalista

“Achei o discurso do Dr. Rui Rio no mínimo miserável”, afirma Paula Teixeira da Cruz, em declarações ao Expresso. A antiga ministra da Justiça do Governo PSD-CDS considera que Rui Rio fez “um discurso contraditório” e “um exercício de hipocrisia”, tendo em conta o que diz ter sido “a prática” do próprio Rui Rio que acusa de ter sido “proacivo na oposição interna ao Governo de Passos Coelho”.

Para a apoiante declarada de Luís Montenegro, Rui Rio “não sabe nada de história”, já que em seu entender não pode acusar Montenegro de qualquer “golpe palaciano”, uma vez que este “se apresentou de cara e os golpes palacianos se fazem nos bastidores”.

Esta sexta-feira, o ex-líder parlamentar social-democrata, Luís Montenegro, desafiou Rui Rio a disputar com ele a liderança do partido em eleições diretas. A forma como o desafio foi feito é vista por Paula Teixeira da Cruz como a demonstração “da grandeza de alma” de Montenegro.

O anúncio feito este sábado por Rui Rio de convocar um conselho nacional extraordinário, onde apresentará uma moção de confiança à sua liderança, é visto por Paula Teixeira da Cruz como “não tendo nada de extraordinário” e “algo normal em democracia”.

No discurso proferido esta tarde, o líder do PSD considerou “um espetáculo deplorável a guerrilha interna” no PSD e o ataque à sua pessoa, e acusou os opositores de seguirem uma “ética reprovável” e de terem “uma agenda própria”.

Perante estes ataques, a ex-ministra da Justiça reage: “Não fico tranquila com este banho de ética, basta olhar para quem rodeia Rui Rio”. E considera “ridículo” as insinuações de ligação à Maçonaria, já que, afiança, “Luís Montenegro não participa” na organização, e ela “não” pertence “a qualquer grupo de interesse”.